Pages

sexta-feira, 29 de julho de 2016

QUEM PODE PERDOAR PECADOS?


 TEXTO: Porque diz este assim blasfêmia? Quem pode perdoar pecados senão Deus! (Marcos 2.7).

            Estas palavras foram ditas quando um homem paralítico foi posto diante de Jesus por quatro de seus amigos. Creio que ficaram decepcionados ao ouvir Jesus dizer ao paralítico: Filho, perdoado está os teus pecados (v.5). Esperavam antes que Jesus o curasse.

            Se os amigos ficaram decepcionados, os escribas ficaram escandalizados. Sendo conhecedores e intérpretes da lei os escribas acusaram Jesus de blasfêmia. Sabiam que perdoar pecados é algo que só Deus pode fazer. Talvez você esteja se perguntando: Mas não somos ensinados a perdoar os nossos devedores? É verdade. Somos assim ensinados pela Bíblia. Mas só podemos perdoar o que as pessoas fazem contra nós, não contra os outros ou contra Deus. Todo pecado é primeiramente dirigido contra Deus. Se não existisse Deus não haveria pecado. Haveria somente crimes, contravenções. Exemplo: Matar é crime perante a lei humana, mas é pecado perante a lei divina. O homicida pode quitar o seu débito com a justiça terrena ao cumprir a sentença pronunciada pelo juiz. Mas perdoá-lo desse pecado é algo que só Deus pode fazer. E da mesma forma, qualquer que seja o pecado.

            Quem poderá interceder?
           
            Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o Senhor, quem rogará por ele? (I Samuel 2.25). Esta foi uma pergunta feita pelo sacerdote Elí a respeito de seus filhos que eram grandes pecadores perante o Senhor. Esta, sem dúvida, é a grande pergunta que cada pessoa deve fazer. Quem rogará por você a Deus pelos pecados cometidos contra Ele? Lembre-se que todo pecado é dirigido primeiramente contra Deus. O filho pródigo da parábola disse: Pai pequei contra o céu e perante ti (Lucas 15.21).

            Um só Mediador

            Diz o apóstolo Paulo em I Timóteo 2.5: Porque há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. Portanto, Jesus Cristo é o único que pode rogar por nós. Para que isso fosse possível Ele teve que se encarnar, se fazer homem. Entendemos agora o grande propósito de Deus ao enviar Seu Filho ao mundo.
            Quando Jesus se humanizou ao nascer lá na manjedoura de Belém, Ele não deixou de ser Deus para ser simplesmente homem. Ele continuou como verdadeiro Deus e verdadeiro homem e é essa condição de Ser Ele Deus e homem ao mesmo tempo em que Lhe confere o direito de ser o Único Mediador entre Deus e o homem. Ninguém mais será capaz de comparecer por nós ante a face de Deus. Ele mesmo disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim (João 14.6).
            Só Jesus pode perdoar os nossos pecados, pois Ele já tomou sobre Si os nossos pecados e os cravou na cruz. A salvação dos pecadores foi consumada pela morte substitutiva de Cristo. Só Ele e ninguém mais por nós morreu e ressuscitou. É completamente em vão buscar salvação em outro nome. Só Jesus pode perdoar seus pecados e salvar sua alma. Em nenhum outro há salvação (Atos 4.12).

                                                                                 

                                                                                  Pastor Dionísio Beltrame.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

TOQUE EM JESUS!

Lucas 8 v. 43 ao 48
Hoje quero compartilhar com vocês uma passagem muito conhecida, sobre a mulher com fluxo de sangue, onde a Bíblia não relata seu nome, mas, conta em poucas linhas uma triste historia vivida por 12 anos.
Lucas deixa claro que esta hemorragia crônica era uma doença incurável, pois, ela havia gasto todo o seu dinheiro com os médicos e busca de sua cura.
Mas essa mulher ao longe avistou uma grande multidão que esperam Jesus, naqueles dias muitos seguiam Jesus em busca de milagres, outros curiosos para ouvir o que Ele falava, outros em busca de alimento, muitas eram as razões dos que seguiam a Jesus.
Mas quando ela olha aquela multidão ela vê algumas pessoas importantes: Jesus e os seus discípulos, e em seu coração começa a brotar a fé, até aquele momento ela tinha colocado sua confiança nos médicos, gastara todo seu dinheiro e não foi curada.
Ela vê aquele grande movimento de pessoas e decide colocar sua confiança em Jesus. Ela saiu em direção a Jesus se espremendo em meio à multidão, com toda certeza encontrou dificuldade, mas seu desejo era toca-lo, e é o que aquela mulher faz v. 44 “veio por trás dele e lhe tocou a orla de suas vestes, e logo lhe estancou a hemorragia”.
Sua atitude foi de fé e hoje temos que ter essa mesma fé, é muito bom contarmos com nos nossos amigos, irmãos, mas é só Jesus que pode curar que pode libertar.
Aquela mulher poderia ter tocado um dos discípulos, pois, eles andavam com Jesus e também abençoava a vida das pessoas, mas ela lutou deu o seu melhor e se aproximou e tocou em Jesus, ela sabia que só Jesus poderia cura-la. Nós, devemos usar esse mesmo método, devemos lutar orar, buscar e prostrar-se diante do Pai.
Não devemos colocar nossa fé em homens por mais bondosos, amigos que sejam, devemos confiar exclusivamente em Jesus, é só Ele que pode mudar a nossa historia.
Aquela mulher colocou sua confiança em Jesus. Por quê?
Porque ela tinha objetivo, ela estava focada em sua fé em sua cura, ela tinha empecilhos a sua frente, a multidão. Mas seu objetivo era alcançar Jesus e toca-lo e foi isso que ela fez.
E você tem um objetivo?
Todos nós temos que ter um objetivo, e o maior deles é a nossa Salvação, e para alcançarmos temos que estar focados, estarmos ligados na videira, temos que vencer os empecilhos, hoje o mundo. Vamos estar vigilantes, pois, o mundo nos apresenta coisas que de primeiro momento é agradável aos olhos, mas que pode nos afastar de Jesus vamos confiar exclusivamente em Jesus.
O Salmista já dizia nos Salmos 40 v.4 “Bem aventurado o homem que põe a sua confiança no Senhor”.
A cura desta mulher foi instantânea, tamanha foi a sua fé v. 44 ... e logo que ela tocou em Jesus, sua hemorragia cessou. Jesus também sentiu o seu toque, Ele pergunta: Quem me tocou?
Como todos que estavam ao redor negou o toque, Pedro replica dizendo: “mestre a multidões te apertam e te oprimem e dizes quem me tocou”?
Jesus insistiu alguém me tocou porque de mim saiu virtude, hoje Jesus pode ver a sua fé, a sua confiança Nele.
TOQUE EM JESUS!
De que forma você pode me perguntar. Como?
Através da sua oração, da sua adoração, da sua intimidade com Ele, depositando a sua FÉ exclusivamente Nele.
Que a partir desse momento possamos confiar exclusivamente em Jesus como fez essa mulher, só Ele pode curar libertar, restaurar, renovar, mudar a sua historia, e Ele pode mais uma coisa que está no v.48...
SÓ ELE PODE NOS SALVAR!

                        Luciana Nardini

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

OBEDECER PARA VER O “SOBRENATURAL DE DEUS”

2 REIS 4 -1.7

De acordo com o texto, a mulher em questão era viúva de um homem que temia e reverenciava a Deus. Eliseu homem de Deus, seguidor de Elias, cujo ministério ele sucedeu. Fazendo uma breve introdução do texto a seguir imagine-se em uma situação; “Fazendo algo sem entender o porquê está fazendo, mas fazê-lo por obediência”.

A viúva encontrava-se em situação de penúria e miséria, e para pagar a sua dívida junto aos credores ele teria que entregar os seus filhos como pagamento da dívida (naquele tempo os filhos eram levados cativos para trabalharem como escravos para pagar a dívida da família).
Encontra Eliseu e relata a situação (vers.1), acredito que Eliseu já conhecia a situação financeira da família devido ao vínculo que mantinha com o marido da viúva, mas ele não imaginava que a situação estaria tão grave como descreveu a viúva, e o profeta então lhe pergunta:

 O que ainda restou? (vers.2), com certeza ela já tinha vendido tudo o que tinha e não fora o suficiente.

Refletindo:

1- Diante de qualquer situação não se ISOLE, busque ajuda de pessoas de que possam te aconselhar, orar com você, nunca abra o teu coração para aqueles que não professam a mesma fé no Deus Altíssimo.

2- Nunca se ENTREGUE diante do problema, a situação era grave, mas aquela mulher não se intimidou, levantou a cabeça e decidiu lutar.

3-  Permanecer em POSIÇAO DE HUMILDADE (vers.2b). Tua serva não tem nada em casa senão uma vasilha de azeite, Muitas vezes nos exaltamos, ficamos até agressivos, procurando achar o culpado pela situação, ignorando a nossa reserva, não fazendo uso daquilo que embora as vezes abalada, ainda temos que é a nossa fé.

4- Estar disposto a OBEDECER, vai e pede vasilhas emprestadas e não poucas (vers.3,4) Com certeza sem entender nada, ela dá ordens aos filhos para que tragam emprestadas todas as vasilhas possíveis, e segundo a ordem do profeta NÃO POUCAS (expectativas). Deus tem algo grande reservado para cada um de nós. O azeite seria derramado de forma sobrenatural, incompreensível a mente humana, MISTÉRIO DE DEUS que podemos conhecer através da ação livre e soberana do Espirito Santo.

5- Fazendo a NOSSA PARTE, a viúva obedeceu direitinho e foi fazer a sua parte no milagre, juntou os filhos e foi em busca das vasilhas, acredito eu que aquela mulher tenha feito a seguinte indagação; porque tantas vasilhas? Mas logo começa a entender a ação de Deus (vers.5) da pequena porção que tinha começou a derramar sobre as vasilhas e as enchê-las por completo até que não restavam mais vasilhas e então o azeite cessou.

 FAÇA A SUA PARTE TÃO SOMENTE E PREPARE-SE PARA SER SURPREENDIDO POR DEUS! A unção é para todos os vasos, o Espirito Santo é para todos os vasos que se fizerem disponíveis.

6- Buscar MAIS de Deus, (vers.6) Aqui nós entendemos que Deus só parou de fazer a parte dele, quando a mulher já havia feito a parte dela que era providenciar as vasilhas. Na bíblia o azeite, o óleo são símbolos do Espirito Santo, era um sinal real e palpável da presença de Deus na pessoa ou num ambiente, o azeite é como o Espirito Santo na igreja, se depender de Deus o azeite não cessará sobre a sua vida.

7- A viúva não se isolou, não se entregou aos problemas, teve a humildade em reconhecer a sua condição, obedeceu e fez a sua parte.

DEPENDE EXCLUSIVAMENTE DE NÓS ESTAR CHEIOS OU NÃO, se aquela mulher tivesse vasos ocupados com outras coisas, obviamente não seria possível enchê-los de azeite. Portanto sejamos vasos disponíveis para ser cheios do Espirito Santo de Deus.

Para a meditação: Efésios 3.20

          Pastora Miriam Beltrame

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

A parábola do Bom Samaritano

Lucas 10 v. 30-35
Parábola era uma forma muito comum em que Jesus ensinava a seus discípulos e aqueles que o seguiam, Ele usava para que todos compreendesse a palavra.
Jesus conta essa parábola para nos demonstrar o amor, a quem devemos amar e de que forma devemos amar.
Havia dois caminhos para se chegar a Jericó, um era mais longo e mais seguro, outro mais curto e perigoso. Alguns estudiosos chegaram a dizer que era intitulado como “Caminho Sangrento” pelo grande número de crimes ali cometidos, um lugar cheio de malfeitores.
Certo homem decidiu descer a Jericó pelo caminho mais curto, sem imaginar o que poderia acontecer com sua vida, da crueldade dos salteadores que por ali estavam à palavra diz que bateram naquele homem, tiraram as suas roupas, espancaram e deixaram quase morto.
Mas por aquela mesma estrada apareceu duas figuras importantes para aquela época, o Sacerdote e o Levita.  Ambos tinham a função através de seu ministério de estender as mãos aos necessitados.
Mas o que eles fizeram?
Fugiu de suas responsabilidades, por medo, covardia... talvez!
Mas logo após nesse mesmo caminho apareceu o personagem mais importante desta parábola, o Samaritano, a palavra diz que ele estava de viagem, estava passando por aquele caminho, mas vendo aquela cena, o homem caído, ensanguentado, sujo, ferido aparentando estar morto.
O Samaritano foi ao seu encontro, teve compaixão, limpou suas feridas, derramou azeite e vinho em suas feridas, cuidou dele e o levou para a estalagem e deixou aos cuidados do hospedeiro.
Podemos ver esse Bom Samaritano como Jesus em nossas vidas, Ele nos vê caídos, perdidos, tristes, doentes, fracassados e se move de intima compaixão, nos abraça, limpa nossas feridas da alma, do corpo, do coração, e coloca o azeite, derrama o balsamo que alivia que refrigera e que tira toda a dor.
Ele derrama sobre nos o azeite e o vinho, que é o símbolo do Espirito Santo, o sangue purificador de Jesus.
Jesus usa sua própria condução, seu meio de transporte, que são seus braços poderosos que nos protegem nos dá abrigo seguro, Ele nos deixa na estalagem, Ele não nos abandona, Ele deixou pago com seu próprio sangue na cruz do Calvário.
Hoje a estalagem são nossas igrejas, onde somos cuidados por almas preciosas que são nossos pastores que zelam que orientam que intercedem por nós.
É hora de meditarmos, temos dado o devido valor ao Bom Samaritano, temos sido gratos?
 Temos permanecido em nossos lugares, ou estamos tentando dar uma volta em Jericó?
Estamos atentos a tudo aquilo que Jesus tem feito por nós, nos guardando, nos restaurando.
Temos praticado esse ensinamento de Jesus?
No final desta parábola Jesus diz: “Vá e faça o mesmo” temos que seguir os passos de Jesus.
Que o amor, a fé e a esperança estejam em nossos corações.
                                   Luciana Nardini

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Deus tem sempre mais

II Reis 5:1- 8
Porque a palavra nos diz que Deus tem mais. Ele nos dá infinitamente mais, muito além daquilo que pedimos ou pensamos.
Um indivíduo chamado Naamã, primeiro ministro de guerra da Síria. O exército mais poderoso da época, o texto diz que o Senhor dera vitória a Síria através de Naamã, mesmo ele sendo estrangeiro Deus era com ele.
Homem bem sucedido em todos os aspectos de sua vida, bem casado, bens materiais. Porém ele tinha uma doença degenerativa chamada lepra, que ia tirando sua sensibilidade, corroendo seu corpo aos poucos. Um cara bem sucedido, porém não totalmente feliz, ganhava dos inimigos, mas não conseguia ganhar a guerra contra a lepra.
Em uma de suas investidas das batalhas contra Israel, Naamã, sem querer, não tinha noção do que estava fazendo, pega uma garotinha, uma menina e leva essa garota como escrava  para trabalhar dentro de sua casa, claro que ela foi contra sua vontade.
Naamã não sabia que essa garota vem da linhagem do povo de Deus. No coração e mente daquela menina está a presença de um Deus Todo Poderoso que Naamã não conhecia.
Quando Naamã vem com a garotinha ela vem com a palavra de Deus. E onde a palavra de Deus entra o milagre vem logo atrás. A garota vem trabalhar na casa de Naamã, com a mulher dele.
Essa garota tinha tudo para ter o coração azedo. Estava trabalhando como escrava na casa do homem que liderou a invasão contra sua terra natal.
Porque muitas vezes a crise pode azedar o nosso coração!
Aquela garotinha não estava onde ela queria, mas estava onde Deus queria que ela estivesse. E nós precisamos entender que muitas vezes Deus nos leva a um local onde não estamos a fim de ir.
Nem sempre nós vamos estar onde queremos, porque nós não somos donos de nossas vidas, nós temos um Senhor que comanda!
E quando Deus nos leva para um lugar onde não queremos ir, não podemos deixar nosso coração azedar, não deixe o ambiente mudar a sua história. Mude a história do ambiente onde você está inserido.
A garotinha usada por Deus fala para a mulher de Naamã. Se Naamã, meu senhor, for lá em Samaria, lá tem um profeta da qual ele pode ser curado.
Mas quanto valia a palavra e uma mulher naquela época, ainda sendo estrangeira e nova, a palavra dela não valia nada. Só que a palavra só não vale nada quando não tem testemunho.
Porque quando a palavra é precedida por um testemunho de vida ela começa a ter peso. A garotinha só não falava que Deus era Poderoso, ela vivia um Deus Todo Poderoso na sua história.
A mulher de Naamã então vai até ele e diz sobre a garota.
Naamã ouve o que aquela garotinha havia dito, nasce ali uma esperança no coração dele, mudanças, cura!
Naamã vai até o rei da Siria e fala com ele.
O rei escreve uma carta autorizando a ir, mandando levar consigo ouro e vestes. Entrega a carta ao rei e manda lhes ler a carta.
Naamã organiza sua comitiva e parte para Samaria, chega a Samaria e se dirige ao Palácio e vai até ao rei e lhe entrega a carta.
O Rei fica desesperado! Rasga suas vestes.
A notícia chega até a Elizeu, onde Elizeu manda seu porta voz (versículo 8)
A garota fala para Naamã procurar o profeta e ele procura o Rei.
Preste atenção!
A menina representa o evangelho e o evangelho aponta para uma pessoa, Deus!
E todas as vezes que procurarmos solução em outro lugar que não seja Deus, vamos nos decepcionar.
Nunca perca o foco em Deus!
Nossas vidas não podem estar em mãos de homens, nossas vidas tem que estar nas mãos de Deus, Ele nunca nos desaponta!
Por isso, Naamã ficou decepcionado, confiou na pessoa errada. Mas Elizeu quer falar com Naamã e manda ele ir ter com ele.
Naamã vai até a casa de Elizeu, Jazi o mensageiro atende a Naamã, que vai até a Elizeu e diz que Naamã esta lá fora a sua espera.
Elizeu diz para o mensageiro falar com Naamã. Vá até o Rio Jordão e de sete mergulhos lá!
Naamã ficou furioso( versículo11)
Naamã querendo fazer planos para Deus agir, para Deus o curar, nós também fazemos desta forma.
Naamã ficou nervoso e queria ir embora, mas seus companheiros o incentivaram a mergulhar. Era sua única esperança, Naamã então foi até ao Rio Jordão.
Primeiro mergulho nada, segundo mergulho nada, terceiro... quarto.. quinto... sexto, sétimo mergulho Naamã sai curado.
Naamã volta para a casa de Elizeu (versículo 15)
Ele foi buscar a cura para o seu corpo, mas a Bíblia diz que Deus tem mais.
O desejo de Deus é trazer uma felicidade plena para os seus Deus tem muito mais do que acreditamos ou precisamos. Deus tem mais!
O alerta de hoje é olharmos para Deus nesta trajetória e acreditarmos que Ele faz além do que precisamos.
Que no nosso dia a dia, possamos agir como aquela garotinha, com tantos motivos para ter o coração azedo, mas ela não permite que aquilo penetrasse em seu coração.
Olhe para Deus, procure somente em Deus o socorro, Ele é o nosso socorro.
Qual é a sua lepra? Deposite nos rios do Senhor!
                                    Roberta Luciane 

segunda-feira, 16 de março de 2015

QUE É NECESSÁRIO QUE EU FAÇA PARA ME SALVAR

Texto: E tirando-os para fora disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar? E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e tua casa (Atos 16.30,31).
Já era quase meia noite quando ocorreu o terremoto que escancarou as portas em que Paulo e Silas estavam presos por causa da pregação do Evangelho. Mesmo presos estavam felizes, pois oravam e cantavam hinos a Deus (Atos 16.23-29).
A pergunta do carcereiro é a mesma que as pessoas continuam fazendo hoje. Pensam que muitas coisas devem ser feitas para serem salvas. E com certeza estão dispostas a cumprirem tudo quanto lhes for ordenado. O carcereiro certamente esperava ouvir uma série de ordenanças a serem observadas. No entanto, ouviu uma só coisa – Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo. É de fundamental importância atentar para o fato de que a salvação não depende de que se faça alguma coisa, e sim, de que se creia no que já foi feito. Não é fazer, mas crer.
A salvação para todo ser humano é uma obra já consumada por Cristo. Quando estava na cruz, as últimas palavras que Ele proferiu antes de render o espírito foram: Está consumado (João 19.39). Portanto, nada mais resta a ser feito. É somente crer e aceitar.
A salvação é um dom gratuito de Deus ao pecador que só pode ser recebido pela fé, como está escrito em Efésios 2.8,9 – Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras para que ninguém se glorie.
Note que a morte de Cristo foi a morte de um justo, como está escrito: Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos para levar-nos a Deus (I Pedro 3.18). Ninguém mais, senão Jesus poderia morrer no lugar do pecador, pois não há um justo, nem um sequer (Romanos 3.10). Evidente que um homem pecador nada poderia oferecer em prol da salvação de outro e nem por si mesmo. O pecador, portanto, não pode salvar a si mesmo. Depende inteiramente de Cristo para ser salvo. E foi justamente para esse fim que Ele veio conforme Ele mesmo disse: Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido (Lucas 19.10). 
Sendo assim, creia em Cristo e receba gratuitamente a salvação que foi conquistada por um elevado preço – a morte de Cristo, como disse Pedro em sua Primeira Epístola 1.18,19: Sabendo que não foi com coisas corruptíveis como prata ou ouro que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes de vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um Cordeiro imaculado e incontaminado. Amem.

Pr. Dionísio Beltrame.